Retocolite ulcerativa complicada por câncer do reto

No presente vídeo, demonstra-se o diagnóstico endoscópico do câncer do reto (adenocarcinoma) em paciente portador de colite esquerda (RCUI) de longa evolução.

Características do adenocarcinoma do intestino grosso na retocolite ulcerativa

Características do adenocarcinoma do intestino grosso na retocolite ulcerativa

Multifocalidade, malignização (infiltração da submucosa a partir da mucosa lisa, idade jovem e dificuldade para o diagnóstico são características do adenocarcinoma do intestino grosso que complica paciente com retocolite ulcerativa de longa evolução, geralmente na forma de pancolite.

RISCO DE MALIGNIZAÇÃO DA COLITE EM PACIENTES COM RETOCOLITE ULCERATIVA

RISCO DE MALIGNIZAÇÃO DA COLITE EM PACIENTES COM RETOCOLITE ULCERATIVA

Os fatores de risco mais importantes para o aparecimento do câncer colorretal em pacientes com retocolite ulcerativa de longa evolução são:
1. aparecimento da doença em idade jovem
2. acometimento de todo o cólon
3. antecedente familiar de câncer colorretal, e
4. antecedente pessoal de colangite esclerosante.

Saiba mais em: http://www.colorretal.com.br/tratamento/retocolite-ulcerativa/