Via de acesso por vídeo reduz o tempo até o início da quimioterapia no pós-operatório de pacientes com câncer do cólon ou do reto com impacto na sobrevida

Captura de Tela 2014-04-08 às 16.41.27

 

 

Numerosas são as vantagens imediatas após a videocirurgia para o tratamento do câncer do intestino.

Dentre elas se destacam:

  1. menor dor pós-operatória

  2. menor duração da internação hospitalar

  3. menor risco de complicações

  4. menor ocorrência de complicações de parede abdominal como infecções de ferida operatória e hérnias, e

  5. efeito cosmético superior.

Como resultado da menor ocorrência de complicações após a cirurgia minimamente invasiva colorretal, Day e cols. analisaram a hipótese de que o emprego dessa via de acesso reduza o intervalo de tempo entre a cirurgia e o início da quimioterapia quando indicada e publicaram os resultados de se estudo no periódico Colorectal Diseases.

Nesse estudo, os autores analisaram 209 pacientes (133 operados pela via laparoscópica e 76 operados pela via convencional, ou seja através de grande incisão no abdome).

Câncer do Intestino - Ícone Colorretal

O intervalo de tempo médio em dias após a cirurgia até o início da quimioterapia para os pacientes operados pela via de acesso por vídeo foi significativamente menor (52 vs. 58 dias) do que para aqueles submetidos a cirurgia pela via convencional.

Associadamente, os autores observaram uma maior sobrevida global após 5 anos para os pacientes operados por vídeo e que iniciaram a quimioterapia antes de 8 semanas (89,6%) quando comparados àqueles que iniciaram a quimioterapia sistêmica mais de 8 semanas após a cirurgia.

Resultados similares já havia sido observados por Strouch e cols. em artigo publicado no periódico Diseases of the Colon and Rectum. Nesse estudo, 150 pacientes com câncer do reto distal e submetidos a cirurgia entre 2005 e 2011 foram avaliados.

Um decréscimo no tempo médio até a quimioterapia pós-operatória foi encontrado para os pacientes submetidos a cirurgia laparoscópica quando comparados aos pacientes operados pela via aberta aberta ( 50,1 vs 75,2 dias , p < 0,0001 ).

Ambos os estudos demonstram que, para pacientes selecionados:

  1. é possível oferecer quimioterapia sistêmica mais cedo para pacientes operados de câncer do cólon ou do reto pela via laparoscópica,

  2. é possível que isso resulte em ganho de sobrevida, mas sobretudo:

  3. o intervalo de tempo entre a cirurgia e a quimioterapia pós-operatória serve como uma medida de resultado para uma melhor recuperação da cirurgia de oncológica colorretal.

Day e cols. Time to adjuvant chemotherapy following colorectal cancer resection is associated with an improved survival. Colorectal Dis. 2014 Jan 24. doi: 10.1111/codi.12570. [Epub ahead of print]

Strouch e cols. Time to initiation of postoperative chemotherapy: an outcome measure for patients undergoing laparoscopic resection for rectal cancer. Dis Colon Rectum 2013; 56(8):945-51.