MARÇO É O MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O CÂNCER DO INTESTINO NOS ESTADOS UNIDOS

 Essa é uma Campanha Promovida em Conjunto com a Sociedade Americana de Cirurgiões de Cólon e Reto

 

O câncer do intestino é o terceiro tipo de câncer mais comum no Brasil e o segundo mais frequente na região Sudeste. Estima-se (INCA – 2014) que em 2014 ocorreram cerca de 32600 novos casos no País.  Trata-se de uma doença completamente prevenível e curável quando detectada precocemente.

 

Ocorre, no entanto, que o câncer precoce do intestino é mais frequentemente assintomático e só pode ser detectado pelos chamados exames de rastreamento.

 

Os benefícios da detecção precoce são dramáticos. A possibilidade de cura de pacientes depois de os sintomas se desenvolvem é de apenas 50%. No entanto, quando o câncer do intestino é diagnosticado e tratado numa fase inicial antes de se desenvolverem os sintomas, a oportunidade de curá-lo é de 80% ou melhor.

 

A maioria dos cânceres de intestino se desenvolvem a partir de lesões benignas do cólon e do reto chamadas de pólipos. A detecção e a remoção dos pólipos que é feita durante o exame de colonoscopia, além de reconhecidamente diminuir a mortalidade por câncer, permite evitar cirurgias abdominais de grande porte.

 

A Sociedade Americana de Cólon e Retal Surgeons (ASCRS) é dedicada a promover o tratamento de pacientes com doenças que afetam o cólon, reto e ânus, suporta as seguintes diretrizes para a prevenção do câncer do intestino:

 

  • Para as pessoas com risco geral de desenvolver o câncer do intestino, o exame de toque retal e o exame de sangue oculto nas fezes são recomendados anualmente partir dos 50 anos
  • A colonoscopia (tipo de endoscopia que permite ao médico olhar diretamente para o revestimento de todo o cólon e reto) está indicada a intervalos regulares de

 

Os indivíduos com risco aumentado para câncer do intestino incluem aqueles com história pessoal ou familiar de pólipos ou câncer do intestino grosso, aqueles com uma história pessoal de câncer de mama, útero ou câncer de ovário, e os pacientes com retocolite ulcerativa crônica ou doença de Crohn.

Você pode diminuir o risco de câncer do intestino ao:

  • Evitar alimentos que são ricos em gordura
  • Aumentar a ingesta de vegetais, frutas e outros alimentos ricos em fibras
  • Exercitar-se regularmente e manter um peso corporal normal
  • Não fumar, e
  • Beber álcool com moderação.